Vale a pena estudar edificações antes de engenharia civil?

O mercado atual exige muito dos profissionais e por isso, todo mundo precisa pensar bastante antes de começar uma graduação. Para as áreas que envolvem construção, como é o caso de edificações e engenharia civil, a grande dúvida dos estudantes é se vale a pena fazer um seguido do outro. Para entender melhor o objetivo desses cursos e saber se eles poderão se encaixar no seu perfil acadêmico, leia o texto a seguir:

O que é o curso de Edificações?

Antes de decidir se você vai cursar edificações antes de engenharia ou não, é interessante entender um pouco mais sobre essa formação. Em primeiro lugar, ela está bem popular a nível técnico.

Cada vez mais estudantes estão procurando por cursos técnicos e por isso, muito em breve existirão técnicos de edificações atuando em diversas empresas.

No geral, o objetivo desse curso será preparar o profissional para projetar e colocar em prática as obras que foram elaboradas em projeto dentro das medidas legais esperadas.

Esse profissional deverá igualmente estar apto a verificar o material e escolher o melhor entre eles, além de propor técnicas de construção mais válidas para cada tipo de obra.

O que é o curso de Engenharia Civil?

Como você conferiu, o profissional de edificações tem funções bem específicas e totalmente voltadas para o mercado de trabalho em si. Enquanto isso, o curso de engenharia civil é mais amplo, abrangendo outras capacidades dos estudantes.

Em primeiro lugar, vale mencionar que a pessoa formada em engenharia civil deve estar capacitada a participar de todos os processos da construção, desde a projeção até a execução do projeto em si.

As possibilidades de construção, nesse caso, também são mais amplos pois não se limitam a prédios e casas. O profissional da área também deve saber projetar pontes, viadutos, estradas, entre outros.

Vale a pena cursar Edificações antes?

O curso de edificações pode ser bastante introdutório para a área de construção e ele vai valer muito a pena sim, dependendo de alguns fatores. Você sabia que pode cursar a capacitação sem pagar nada através do SENAI SP 2020?

Nesse caso, o curso apresentará ainda mais vantagens para o estudante e ainda deixará o seu currículo mais interessante para o mercado de trabalho.

O mesmo pode ser dito para quando o estudante ainda não tem certeza quanto a área que quer atuar, pois o curso técnico em edificações dura apenas dois anos, sendo muito vantajoso.

Saiba quais são os 5 cursos de graduação mais caros no Brasil

Fazer uma graduação é o sonho de muita gente no Brasil, porém, existem aqueles que as vezes não conseguem ingressar numa Universidade pública por meio de bolsas, como Sisu, ProUni e Educa mais Brasil 2020 inscrição, sendo assim, acabam recorrendo a instituições privadas.

De acordo com o Mapa de Ensino Superior em 2017, a mensalidade de um curso superior no Brasil custa em média R$ 898,00. Portanto, se deseja ingressar em algum curso numa instituição privada precisa saber quanto terá que desembolsar.

Pensando nisso, desenvolvemos uma lista dos 5 cursos mais caros no Brasil.

1 Medicina

Todos que pesquisaram sobre graduação já estão cientes de que o curso de Medicina é sem dúvida o mais caro do Brasil, a mensalidade mais cara é da UNIMAR em Marírlia – SP, para realizar o curso nessa Universidade o estudante terá que desembolsar R$9.947,00 mensal, o curso possui uma duração de 6 anos.

Na maioria das vezes após a conclusão do curso, ao ingressar no mercado de trabalho, o profissional poderá contar com um rápido retorno financeiro.

2 Administração

Apesar de acreditarmos que os cursos mais caros são na área da saúde, é possível encontrar cursos em Administração que passam de R$4.000,00, ou seja, com mensalidades mais altas que o curso de Odontologia e Veterinária. Como por exemplo, o curso oferecido pelo Instituto de Pesquisa (Insper) cujo o valor cobrado na mensalidade é de R$4.730,00.

3 Odontologia

Seguindo na área da saúde, o terceiro curso mais caro do Brasil é o de Odontologia, a mensalidade na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) custa R$3.772,00.

O curso tem duração de 5 anos e o estudante precisa estar ciente que além de desembolsar com a mensalidade terá gastos com equipamentos usados principalmente nos últimos semestres que podem chegar a R$ 5.000,00.

4 Enfermagem e Fisioterapia

Consideradas como uma das profissões mais concorridas, os cursos de Enfermagem e Fisioterapia também entram na lista dos cursos mais caros do Brasil. Para realizar o curso de Fisioterapia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) o estudante terá que investir aproximadamente 2.960,00 mensalmente, enquanto no curso de enfermagem o valor da mensalidade fica em R$ 3.366,00.

5 Medicina Veterinária

O curso de Medicina Veterinária pode ser o considerado o quinto mais caro do Brasil, o curso voltado para saúde animal normalmente é de tempo integral, e além de ter gastos com alguns equipamentos, para realizar esse curso na Universidade Metodista de São Paulo, o aluno terá que desembolsar aproximadamente R$ 2.200,00 com a mensalidade.

Não tenho experiência profissional: O que fazer?

Para quem está começando no mercado de trabalho agora, muitas dificuldades podem ficar em evidência. Uma das maiores questões para os novatos em busca de emprego é a falta de experiência para assumir os cargos. Mas você sabia que é possível começar a sua carreira mesmo sem muito peso no currículo?

Para quem está na disputa de um bom emprego no mercado de trabalho, já deve ter notado que os currículos com mais experiência sempre se destacam. Então, como é possível ingressar nesse ramo sem nunca ter trabalhado?

O Governo Federal em parceria com outras instituições promoveu a criação do Programa Jovem Aprendiz, uma inciativa que tem como objetivo capacitar jovens e dar a primeira oportunidade de emprego.

O programa possibilitou a elaboração de uma nova categoria de emprego, com um contrato bastante específico. De acordo com o regulamento do Jovem Aprendiz, o mesmo pode trabalhar, no máximo, por até 6 horas diárias.

Além disso, a empresa deverá oferecer capacitação adequada para que o contratado desenvolva habilidades necessárias para exercer seu cargo. O mesmo também não deve cumprir outras funções que não estiverem sido acordadas em contrato.

Veja oportunidades em: https://jovemaprendiz2020.inf.br/

Muitas empresas oferecem a oportunidade de trabalhar como Jovem Aprendiz, destinando uma porcentagem de suas vagas para essa categoria de trabalhadores.

É possível, por exemplo, atuar como Jovem Aprendiz Caixa 2020exercendo funções em uma das maiores instituições financeiras do país.

Outros bancos como o Banco do Brasil e o Bradesco também disponibilizam algumas vagas. E as vagas não ficam limitadas somente para instituições financeiras, grandes empresas como a Riachuelo e as Lojas Americanas também promovem a ideia.

Essas empresas devem destinar uma porcentagem de suas vagas para este público, dando oportunidade do primeiro emprego para diversos jovens.

Uma outra opção para quem quer se destacar e começar sua carreira no mercado de trabalho, é atuar nas empresas na categoria de estagiário.

Mas é importante ressaltar que diferente do Jovem Aprendiz, que pode começar a atuar no mercado desde o ensino médio, o estagiário só poderá ser contratado pela empresa se estiver cursando nível superior.

Assim como a atuação do Jovem Aprendiz, o trabalho do estagiário também será regido por regras de contrato bem específicas, levando em consideração a carga horário de seu curso.

Existem algumas opções para você começar a sua carreira, mesmo sem muita experiência. Esteja tento a distribuição de vagas e se inscreva nos programas para concorrer as vagas!

Veja essas dicas e saiba como chegar em pessoas desconhecidas

Em diversos momentos de nossas vidas, somos colocados em situações novas, como por exemplo: precisar se comunicar com pessoas que não conhecemos.

Essa situação é bem comum e se você não gosta de sair da sua área de conforto para interagir com estranhos, saiba que isso é normal e nós temos algumas dicas que podem ajudar você. Confira a seguir dicas para chegar em pessoas desconhecidas:

Seja por um interesse amoroso, profissional ou qualquer outro motivo pessoal, chegar em uma pessoa que você não conhece pode causar um nervosismo descontrolado.

No geral, todos nós passamos por isso, então algumas táticas já foram pensadas para que você possa alcançar o seu objetivo sem deixar uma má impressão.

Observe bastante antes de falar

A primeira dica pode ser considerada uma tática de aproximação instintiva. Observe antes de falar para que você possa identificar o máximo de detalhes sobre a pessoa, detectar possíveis assuntos e até captar alguma expressão corporal. esta é uma etapa muito importante da aproximação e pode garantir uma longa conversa com a pessoa ou o grupo em questão, afinal, nós gostamos de nos sentir pertencentes de algo.

Aborde com calma

Nada pior do que estar distraído e receber um susto de uma pessoa totalmente desconhecida puxando assunto. Então, após fazer uma boa observação, se aproxime devagar, sem invadir o espaço pessoal do seu alvo. Chegar tocando, falando alto ou se aproximando mais do que o necessário é totalmente inválido.

Coloque a educação em evidência

A educação nunca sai de moda, portanto, o ideal é que você utilize todas as suas boas maneiras neste primeiro contato com a pessoa. Seja gentil e se possível, fale sempre no tempo condicional, que sugere que a pessoa tem sempre a opção de atender aos seus pedido ou discordar de você. E lembre-se: nada de forçar a intimidade!

Procure ouvir mais do que falar

Mesmo que a pessoa seja muito tímida, se você for capaz de abordar um assunto interessante e que esteja sobre o domínio dela, é esperado que ela se solte um pouco. Neste ponto, a observação antes da abordagem em si será muito importante para o sucesso da sua apresentação.

Fique atento as piadas

O bom humor é, com certeza, um ponto forte de qualquer pessoa. Entretanto, quando utilizado sem intimidade, pode se tornar um incômodo no diálogo. Então, tente conhecer um pouco mais do outro antes de começar a bancar o engraçadinho!

7 dicas importantes para perder a vergonha na hora de gravar storys

Se você usa o Instagram, uma das redes sociais mais famosas da internet, com certeza já deve ter tido vontade de postar um vídeo no seu story. Essa opção é um recurso bem interessante que pode aproximar você dos seus seguidores, mas o problema é conseguir vencer a timidez antes de começar a produzir algum tipo de conteúdo.

Para ajudar você, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a ter um melhor desempenho nos seus stories e perder a vergonha.

Planeje o que você vai falar

É importante saber o que você vai dizer para que o vídeo possa funcionar. Mesmo sendo uma pessoa tímida, sentir confiança no que você vai dizer pode ser um truque interessante, por isso, pense no que você irá falar no seu story e ensaie antes de abrir a câmera do Instagram.

Pesquise antes de falar

Independente do que você quer abordar nos seus stories, é sempre legal mostrar dominância sobre o assunto, pois assim, mesmo estando nervoso , o seu discurso irá parecer seguro e você conseguirá ir se soltando aos poucos.

Utilize os filtros do aplicativo

Você já deve ter notado que o Instagram possui diversos filtros divertidos para os usuários. Alguns desses filtros disfarçam o rosto e modificam o tom de voz, o que pode ser um truque interessante para que você comece a se soltar nos stories. Você pode começar utilizando o recurso para que você e o seus seguidores se acostume a ver a sua atuação nas filmagens.

Comece utilizando a câmera traseira

A dica para começar a fazer vídeos nos stories é ir começando aos poucos, desde algumas mensagens em fotos até os próprios vídeo. Você pode, por exemplo, gravar os seus vídeos com a câmera traseira, mostrando o conteúdo sobre o qual você quer falar e gesticulando para os internautas. A partir dai, você já terá registrado a sua vez e dado o ponta pé inicial nos seus stories de vídeo.

Exercite a comunicação

Assim como na vida presencial, na vida online a comunicação também será um ponto interessante para vencer a sua timidez. Na rede, você tem a grande vantagem de se comunicar com as pessoas através de mensagens, então você pode começar lançando algumas peguntas e enquetes para poder interagir com seus seguidores e conhecer melhor como é a repercussão das suas postagens. Assim, você irá ganhar confiança para falar para a câmera.